Como as Redes Sociais podem te ajudar a aprender inglês

A dupla smartphone e redes sociais se faz presente no estudo de inglês hoje em dia. Aliás, é difícil pensar em um momento da vida onde não está presente a rede social. O tédio de um sala de espera ou uma tarde vazia de domingo praticamente não existe mais, ou, se existe, é "distraído" pelo rolar de timeline do Instagram, Twitter, Facebook, TikTok e Youtube (esqueci de algum?). O estudante de inglês que segue uma ou diversas páginas de inglês, por vezes se perde num mar infinito de "diquinhas", linhas metodológicas diferentes e, principalmente, foco no estudo. É sobre isso que quero falar nas próximas linhas do artigo de hoje.


É legal ver as trends, musiquinhas, vídeos engraçados, emocionantes, fotos legais, bonitas etc.

Primeiro quero deixar claro que não pretendo aqui, caro(a) leitor(a), fazer com que você repense o seu tempo de lazer nas redes para usá-las apenas com fins de estudo ou mesmo trabalho. Falo por mim, que trabalho com isso, mas não tenho como fim único o trabalho. É legal ver as trends, musiquinhas, vídeos engraçados, emocionantes, fotos legais, bonitas etc.


Quero tratar aqui do estudo direcionado tendo nas redes sociais seu principal material de apoio porque acredito que é, sim, possível estudar de maneira consistente usando as redes. O principal é ser um estudante intencional, que é aquele que sabe que, na hora do estudo, deve entrar na rede com foco no objetivo.


Mas, como assim?


Quando você vai estudar alguma coisa - qualquer matéria! - você segue um ritual, certo? Há aqueles que preferem estudar com vídeoaulas, textos físicos (livros, apostilas, cadernos etc.), pdf, resumos, mapas mentais, enfim, a depender do tipo de estudo que melhor te atende, o seu ritual irá contemplá-lo. Pois estudar usando redes sociais deve seguir exatamente a mesma máxima!


Sente-se e concentre-se em um lugar propício e abra a página (lembre-se que nós estamos presentes no Insta, TikTok e YouTube) a qual você vai usar como base. Coloque os ensinamentos e as dicas dadas na página em prática, isto é, estude de forma ativa! No caso do estudo de inglês, recomendamos que você grave a si mesmo (usando a câmera do celular ou a função de áudio de algum app de mensagens) falando frases e vocabulários aprendidos, ou, pelo menos, anote em um cadernos essas frases e tente criar as suas próprias!


Um problema muito comum é o aluno que acumula muitos materiais de maneira aleatória. Tente seguir uma sequência e ser fiel a, no máximo, três páginas que segue e confia. A Lumos se preocupa em organizar as dicas em vocabulário, pronúncia e gramática para não confundir e bagunçar a cabeça do(a) aluno(a).


Outro problema constante é o aluno que se deixa levar pelas notificações da rede social que está sendo usada como ferramente de estudo. Recomendo que, nesse momento de foco, desligue ou ignore as notificações. Cumpra aquela mini-tarefa a que se propõe e, assim, diariamente construa a sua constância nos estudos.


Tenho certeza - até porque tenho relatos reais de alunos(as) que conseguem - que seguindo essas dicas é possível, sim, fazer uso das redes sociais como suporte ao seu estudo de língua inglesa. E conte com a gente para isso :)

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo