Hackeando as preposições no inglês

A tradução literal para o verbo "to hack" seria algo como invadir, ilegalmente, um sistema. Porém, como a língua é viva e isso é maravilhoso, o termo "hackear", em português, vem ganhando novos sentidos, próximos a "dominar" ou "compreender de forma definitiva" algum assunto ou até "tornar fácil" algo que parece difícil. Por isso eu, Matheus, escolhi a dedo essa palavrinha para o título do texto que você, leitor ou leitora, acompanha agora: hackear preposições em inglês é possível!


Nós, da Lumos Soluções Linguísticas, temos falado sempre sobre as preposições. Os alunos invariavelmente querem saber qual preposição devem usar ou o porquê de usar "on" e não "in" nesse ou naquele determinado contexto. É uma demanda natural que todo professor de inglês acaba tendo.


Para entender as preposições você deve, primeiro, saber o conceito delas, que segue:


"palavra gramatical, invariável, que liga dois elementos de uma frase, estabelecendo uma relação entre eles."
Fonte: Oxford Languages

Em suma, uma preposição conecta ideias, frases, por isso é tão importante estabelecer essa conexão de forma a deixar clara a mensagem a ser passada, seguindo as regras devidas.


Aliás, é importante frisar que as regras que envolvem as preposições têm muito mais a ver com o uso prático das mesmas, que se consolidaram na língua através dos tempos e, assim, foram cristalizadas em expressões e combinações (collocations, phrasal verbs e prepositional phrases, por exemplo). E são justamente essas expressões e combinações que devem ser estudadas pelo aluno pois elas pedem por um contexto para serem aplicadas. Logo, não é produtivo estudar preposições isoladamentes, em listas ou traduções. Veja alguns exemplos para ilustrar o que digo:


  • I dreamt about you yesterday.

A preposição "about" é normalmente traduzida como "sobre", mas se você combinar com o verbo "to dream" (sonhar), não podemos manter a mesma tradução. Afinal, sonhamos com alguém, não sobre alguém (Eu sonhei com você ontem).


  • He is on a motorcycle, but she is in the car.

As preposições para meios de transporte variam no inglês. Para moto, motorcycle, usamos on, enquanto para carro usamos in. "Ele está na moto, mas ela está no carro. É isso!


  • I didn't want to cook, so I decided to order in.

A preposição in está conectada à palavra order, um verbo, que, juntas formam o phrasal verb e significam "pedir uma entrega de um restaurante para comer em casa", o famoso delivery. Veja como duas palavrinhas podem significar algo muito específico, que pedem contexto maior para que haja compreensão!


Portanto, se você quer hackear as preposições, estude-as de maneira contextualizadas, nas expressões e frases que se inserem, e não em listas de traduções isoladas e separadas, pois a chance de se enrolar é grande!




7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo